Home Política Afegãos em aeroporto de Guarulhos testam positivo para Covid

Afegãos em aeroporto de Guarulhos testam positivo para Covid

606
0

Dois afegãos que estão acampados à espera de abrigo no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, testaram positivo para Covid-19 neste domingo (4), o que fez com que a prefeitura acionasse a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Cerca de 100 imigrantes estão no local à espera de ajuda.

Em nota, a prefeitura informou que os afegãos que positivaram são uma mulher de 64 anos e um jovem de 21 anos. Eles foram diagnosticados com Covid na Unidade de Pronto Atendimento Cumbica, onde permanecem em isolamento.

Conforme o Executivo, a responsabilidade de acompanhamento dos afegãos que estão acampados nos corredores é da Anvisa, já que o aeroporto internacional é de concessão federal. Com isso, o órgão já foi acionado.

“Diante da nova realidade, os protocolos estão sendo revistos e o município já acionou, através de oficio, os órgãos competentes para apoio, como Anvisa, Ministério da Saúde, Ministério da Cidadania, entre outros”.

Possível surto

Apesar de serem dois casos, a situação já preocupa os ativistas que ajudam os imigrantes com ações voluntárias, pois há possibilidade de surto entre os afegãos.

O Brasil teve neste domingo (4) o 10º dia seguido em que a média de casos conhecidos de Covid ficou acima de 20 mil novos casos diários. São Paulo está entre os estados que registraram alta nos registros.

"Estamos preocupados de já estar com um surto de Covid entre os afegãos e não sabermos por falta de testagem. Isso é gravíssimo. Os dois afegãos tinham ido pra UPA fazer exames para outras questões e descobriu os dois casos de Covid lá, mas eles estão assintomáticos. Agora, o que todos estão cobrando é que se tenha uma testagem porque pode ter surto nos abrigos", diz a ativista Swany Zenobini.

Ainda conforme a ativista, 200 máscaras foram distribuídas para os imigrantes.

Questionada sobre testes de Covid em todos os imigrantes acampados, a prefeitura informou que “seguirá as orientações do estado de São Paulo, que orienta, conforme nota técnica, a testagem apenas em pessoas sintomáticas”.

“Semanalmente a Secretaria de Saúde de Guarulhos tem realizado ações de saúde no aeroporto, como vacinação, consultas médicas e orientações de saúde”, complementou.

Espera por ajuda

A falta de vagas em abrigos no mês de novembro resultou no maior número de acampados no aeroporto desde que o país passou a recebê-los com maior frequência: 240 ficaram à espera de ajuda nos corredores do aeroporto.

Segundo o governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado, afirmou que está fornecendo acolhimento e refeições aos refugiados afegãos que vem desembarcando em Guarulhos.

“Estão sendo investidos R$ 2,8 milhões em 100 vagas de acolhimento no Estado. Metade desse valor para abrir 50 novas vagas, em uma Casa de Passagem na cidade de Guarulhos, localizada estrategicamente próxima ao Aeroporto de Cumbica. E os outros R$ 1,4 milhão será utilizado para financiar as 50 vagas já ocupadas na Casa de Passagem Terra Nova”.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here