Home Política EUA usaram caças de última geração para abater objetos voadores

EUA usaram caças de última geração para abater objetos voadores

17047
0

Para abater os três objetos voadores misteriosos que entraram no espaço aéreo dos Estados Unidos e do Canadá neste fim de semana, o governo norte-americano optou por utilizar os caça-aviões mais modernos da frota das Forças Armadas do país.

De sexta-feira (10) até domingo (12), os objetos foram avistados em diferentes pontos dos dois países, dias depois de os EUA abaterem um balão chinês que também sobrevoou, por dias, o espaço aéreo dos Estados Unidos. Washington acusa Pequim de espionagem.

As aeronaves utilizadas para derrubar os objetos voadores foram o caça F-16, um modelo tradicional, e o F-22, o mais moderno em atividade das Forças Aéreas dos Estados Unidos.
F-22

O F-22 é um caça furtivo de última geração. Ele foi projetado para dominar o espaço aéreo e ainda assim poder fazer ataques contra alvos no solo.

Apesar de ter feito seu primeiro voo em 1997, esse caça é o mais moderno em atividade nos EUA. Ele foi integrado ao serviço da aeronáutica em 2005 e desde então é muito utilizado.
Quatro caças americanos F-22 durante atividade conjunta com a Coréia do Sul em 17 de fevereiro de 2016 — Foto: Lee Jin-man/AP

Quatro caças americanos F-22 durante atividade conjunta com a Coréia do Sul em 17 de fevereiro de 2016 — Foto: Lee Jin-man/AP

Ele foi escolhido por ser o único que atingia a altitude necessária para neutralizar os objetos “intrusos”.

Além disso, o F-22 tem o grande poder de ser quase invisível ao radar inimigo. Isso porque, nos sistemas de detecção aéreos, apenas uma parte minúscula da aeronave fica visível – aproximadamente do tamanho de uma abelha. Isso dá ao F-22 uma enorme vantagem no campo de batalha.

O F-22 foi utilizado para derrubar os seguintes objetos:

O suposto balão espião chinês em 4 de fevereiro
O objeto voador do tamanho de um carro pequeno no Alasca, em 10 de fevereiro
O objeto cilindrico abatido em Yukon, no Canadá, em 11 de fevereiro

F-16

Aviador guia o caça americano F-16 durante treinamento na base aérea de Al-Udeid, no Catar, em 24 de janeiro de 2022 — Foto: U.S. Air Force/Capt. Mahalia Frost, via AP

Aviador guia o caça americano F-16 durante treinamento na base aérea de Al-Udeid, no Catar, em 24 de janeiro de 2022 — Foto: U.S. Air Force/Capt. Mahalia Frost, via AP

Utilizado na derrubada do objeto voador sobre o lago Huron, na fronteira entre os EUA e o Canadá no domingo (12), o caça F-16 é um velho conhecido das forças norte-americanas.

Operado pela primeira vez em 1978, ele é mais simples do que o F-22, porém ainda consegue atingir aproximadamente 2500 km/h de velocidade, ou seja, duas vezes a velocidade do som (1234,8 km/h).

O F-16 pode disparar bombas e mísseis, mas só tem 100% de precisão em situações de baixa altitude, como era o caso do objeto do lago Huron, que estava a 20 mil pés de altura (cerca de 6,1 km).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here