Home Esportes
876
0

Após uma semana de silêncio e isolamento depois de testar positivo para Covid-19, Lewis Hamilton reapareceu em suas redes sociais para mandar uma mensagem aos fãs, na manhã desta terça-feira. Com o semblante abatido, o piloto da Mercedes explicou a razão de se manter afastado das redes, garantiu estar se sentindo ótimo e já estar treinando com a expectativa de disputar o último GP do ano, no próximo domingo, em Abu Dhabi.

  • Oi, pessoal. Espero que vocês estejam bem. Sei que não apareci aqui nessa última semana, mas definitivamente foi uma das semanas mais difíceis que já tive. Foquei na minha recuperação, tentando voltar em forma para que eu possa retornar ao carro pra corrida final em Abu Dhabi. Acordei hoje me sentindo ótimo, tive meu primeiro treino, e só queria mandar pra vocês uma mensagem de positividade, dizer que estou bem, e agradecer a cada um de vocês por me mandarem mensagens incríveis e vídeos. Eu realmente aprecio isso. Espero que onde quer que vocês estejam, vocês permaneçam positivos, lutando contra o que quer que estejam enfrentando, e espero poder retornar para o carro em breve. E é isso, estou mandando muito amor pra vocês – afirma o heptacampeão.

Essa foi a primeira vez, desde sua estreia na Fórmula 1 em 2007, que Lewis Hamilton se ausentou de uma etapa da categoria. O heptacampeão foi substituído no GP de Sakhir por George Russell, titular da Williams durante o ano.

Ele ainda pode retornar para a última corrida da temporada em Abu Dhabi, no próximo fim de semana. Entretanto, esbarra numa série de requisitos para isso: além de obter um teste negativo de Covid-19, o piloto ainda precisa entrar em acordo com as normas do Barein e dos Emirados Árabes de proteção contra o vírus – tudo isso até o sábado, dia da classificação da etapa em Abu Dhabi.

Hamilton é o terceiro piloto a testar positivo para o coronavírus na atual temporada da categoria. O primeiro foi Sergio Pérez, da Racing Point, que perdeu as etapas do GP da Inglaterra e o GP dos 70 Anos da Fórmula 1. O segundo caso também se deu na equipe britânica, mas dessa vez, com Lance Stroll, que se ausentou da prova em Nürburgring, em outubro.

No último sábado, o chefe da Mercedes, Toto Wolff, chegou a dizer que o heptacampeão estava com sintomas leves da doença e não se sentia bem. Porém, após a prova em Sakhir, o austríaco voltou a comentar sobre o estado de saúde de Hamilton e revelou que o piloto já se sentia melhor.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here