Home Política Brasileiros perdem emprego e dignidade e tornam-se inadimplentes

Brasileiros perdem emprego e dignidade e tornam-se inadimplentes

575
0

O número de pessoas com contas atrasadas bateu um novo recorde no Brasil. Segundo dados do Serasa Experian, o país tinha 66,6 milhões de inadimplentes em maio, o maior número de devedores desde 2016, quando o levantamento começou.

A soma das dívidas chega a R$ 278,3 bilhões, uma média de R$ 4.179,50 por dívida.

Na comparação anual, com maio do ano passado, houve aumento de 4 milhões de pessoas com o nome sujo. E, desde janeiro deste ano, o número de negativados aumentou em 1,8 milhão de pessoas.

O segmento de bancos e cartões é o responsável pela maioria das dívidas, 28,2% do total. Depois, vêm as contas básicas como água, luz e gás, com 22,7%. Em terceiro lugar ficam os setores de varejo e financeiras, com 12,5% cada um.

Na divisão por região, São Paulo liderou o número de inadimplentes, com 15,6 milhões. Na outra ponta, Roraima foi o estado com menos negativados, 218.922. Veja os estados com o maior número de inadimplentes:

São Paulo - 15,6 milhões
Rio de Janeiro - 6,7 milhões
Minas Gerais - 6,3 milhões
Bahia - 4,1 milhões
Paraná - 3,5 milhões

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here