Home Esportes Verstappen vence na Arábia Saudita em duelo com Leclerc

Verstappen vence na Arábia Saudita em duelo com Leclerc

689
0

O campeão voltou. Max Verstappen venceu neste domingo o GP da Arábia Saudita de Fórmula 1 depois de um duelo emocionante com Charles Leclerc, da Ferrari, nas últimas oito voltas da prova. O holandês da RBR ultrapassou o atual líder do campeonato mundial faltando três voltas para o fim. E não largou mais a ponta, apesar dos ataques do piloto monegasco.

  • Estávamos lutando muito na frente. Foi difícil. Estou muito feliz por finalmente termos dado o pontapé inicial na temporada – disse Verstappen após a vitória.

Leclerc venceu a primeira prova do ano há uma semana, corrida que Verstappen abandonou. Assim, o piloto da Ferrari ainda mantém a liderança do campeonato, com 45 pontos. A terceira colocação na Arábia Saudita ficou com Carlos Sainz, também da Ferrari, que permanece em segundo no campeonato, com 33 pontos. A equipe italiana colocou seus dois pilotos no pódio nas duas primeiras corridas do ano. O heptacampeão Lewis Hamilton, da Mercedes, ficou na décima posição e está em quinto no ano, com 16 pontos, atrás do companheiro de equipe, George Russel, com 22. Verstappen é o terceiro da temporada, com 25 pontos.

  • Não foi o suficiente hoje, mas, meu Deus, eu realmente gostei dessa corrida! Foi uma corrida difícil, mas justa, toda corrida deveria ser assim. Foi divertido, estou obviamente decepcionado, eu queria vencer hoje – afirmou Leclerc.
  • Para mim, a corrida teve um pouco mais de progresso em relação ao Bahrein. Consegui encontrar um pouco mais de ritmo com o carro. Ainda há alguns décimos para encontrar, mas acho que vou acabar chegando lá – explicou Sainz, terceiro colocado.

O mexicano Sergio Pérez, por 15 voltas, sonhou em ganhar pela primeira vez uma corrida de F1 e, assim, conquistar também uma inédita vitória para o México. Mas ficou em quarto. Ele largou na pole position pela primeira vez na carreira e mostrou que entendeu como segurar a liderança após 214 GPs que já correu. O piloto da RBR barrou qualquer tentativa de ataque do então líder da temporada, Charles Leclerc, que largou em segundo, e de seu companheiro de Ferrari, Carlos Sainz, em quarto. Quem também ficou para trás do mexicano foi o companheiro de RBR e atual campeão do mundo Max Verstappen.

Enquanto as duas principais equipes da temporada faziam uma corrida à parte em Jeddah, outras duas provas aconteciam no circuito. A primeira era Lewis Hamilton tentando ganhar posição com a Mercedes em 14º e com pneus duros. A outra era na briga pela quinta colocação. Geroge Russell manteve a Mercedes atrás –mas bem atrás– dos líderes no início da prova enquanto Fernando Alonso e Esteban Ocon trocavam posições –para desespero da equipe Alpine. Nessa briga, quem se aproveitou foi Valtteri Bottas, que passou Ocon.

Até que na 16ª volta, quando os primeiros carros começavam a ir para os boxes, até que Nicholas Latifi perdeu a traseiro do carro e pregou seu Williams no muro. O acidente fez a bandeira amarela ser agitada em todo circuito, com safety car na pista, e quase todos pilotos foram aos boxes. A prova se embaralhou.

Na 21ª volta, a corrida reiniciou com muitas mudanças. As quatro primeiras posições: Leclerc, Verstappen, Sainz e Perez (que precisou devolver a terceira posição ao espanhol da Ferrari na relargada). Quem ganhou muitas posições, porque não parou trocar pneus, foi Hamilton, que passou para sétimo. Mas o motor Mercedes não ajudava, definitivamente, o inglês a avançar ainda mais na pista. E somente na 25ª volta, ou seja, exatamente na metade da corrida, enfim Hamilton chegou em sexto, uma posição atrás do companheiro Russel.

Sem disputas nas quatro primeiras colocações, coube a Alonso fazer e sofrer ultrapassagens no meio do grid. Até que o motor deixou o espanhol da Alipne na mão e ele quebrou na volta 37. Na mesma volta, Daniel Ricciardo ficou pelo caminho e precisou parar sua McLaren no meio do setor 3. Em seguida, Bottas também deixou a corrida. Na volta 38, então, foi acionado o safety car virtual. Alonso parou o carro na entrada dos boxes e o pit lane foi fechado enquanto ele foi embora a pé. Por esse motivo, apesar da equipe chamar, Hamilton não conseguiu fazer sua primeira parada nos boxes. Desta forma, apenas na volta 41 de 50 o sete vezes campeão do mundo parou para trocar pneus, e caiu para a 12ª colocação.

Nova relargada, nova briga. Faltando oito voltas para o fim, Verstappen decidiu atacar Leclerc, passou e assumiu a liderança. Mas na abertura da volta 43 o monegasco da Ferrari deu o troco. Retomou a ponta e já abriu mais de um segundo. O piloto da RBR não não desistiu e começou um duelo tático, uma caça mútua. De novo, Leclerc venceu a batalha. Mas a três voltas do fim veio a cartada final e Verstappen assumiu a liderança para não mais perder. Vitória do atual campeão, a 21ª da carreira e a primeira da temporada, em uma batalha que promete se repetir ao longo do ano com a Ferrari.

VERSTAPPEN

  • Estávamos lutando muito na frente. Foi difícil. Estou muito feliz por finalmente termos dado o pontapé inicial na temporada – disse Verstappen após a vitória.
    LECLERC
  • Não foi o suficiente hoje, mas, meu Deus, eu realmente gostei dessa corrida! Foi uma corrida difícil, mas justa, toda corrida deveria ser assim. Foi divertido, estou obviamente decepcionado, eu queria vencer hoje – afirmou Leclerc.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here