Home Política Senador propõe agravar pena de homicídio por intolerância política

Senador propõe agravar pena de homicídio por intolerância política

2349
0

O senador Alexandre Silveira (PSD-MG) decidiu apresentar um projeto de lei para propor aumento de pena do crime de homicídio motivado por intolerância política ou partidária. Pelo projeto, a pena de prisão, que varia de 6 a 20 anos, passaria para de 12 a 30 anos.

A apresentação do projeto foi motivada pelo assassinato de Marcelo Aloizio de Arruda, tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu (PR). Os disparos foram feitos pelo policial penal federal Jorge José da Rocha Guaranho, que se identifica nas redes sociais como apoiador do presidente Jair Bolsonaro.

Para Alexandre Silveira, é preciso sinalizar que o Congresso Nacional, neste ano de eleição presidencial, não concorda com nenhum tipo de intolerância no Brasil.

“O Brasil passa por um momento de extrema polarização política. Atos extremos motivados por diferentes ideologias políticas ou partidárias agridem não só a vítima e seus familiares, mas também nossa tão preciosa democracia. Precisamos sinalizar para nossa sociedade que o Congresso Nacional não coaduna com nenhum tipo de intolerância, seja ela de gênero, religiosa, ou por razões ideológicas, políticas ou partidárias”, disse Alexandre Silveira .

O objetivo é tentar evitar crimes como o ocorrido neste fim de semana em Foz do Iguaçu (PR).

“Hoje, as pessoas têm medo de sair na rua com a camisa ou a bandeira de seu candidato, com um simples bóton ou de adesivar seu carro. Temem, por isso, serem agredidas, violentadas ou mesmo mortas. O que era para ser a grande festa da democracia tem, infelizmente, se tornado motivo de temor. Não podemos permitir que isso continue a ocorrer”, acrescentou o senador.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here